Pesquisa Participativa para Mapeamento da Covid-19 na Região Metropolitana do Cariri- RM Cariri

    O Laboratório de Geoprocessamento (LABGEO) do Departamento de Geociências (DEGEO) da Universidade Regional do Cariri (URCA) convida os residentes nos municípios que integram a Região Metropolitana do Cariri-RMCariri (Barbalha, Caririaçu, Crato, Farias Brito, Jardim, Juazeiro do Norte, Missão Velha, Nova Olinda e Santana do Cariri) a colaborarem com a Pesquisa Participativa para o Mapeamento da Covid-19 na RMCariri, por meio do preenchimento de questionário (link disponível abaixo).

    A presente pesquisa tem por objetivo realizar mapeamento participativo dos casos suspeitos e confirmados de COVID-19 na RMCariri, e foi motivada por pesquisas que vêm sendo desenvolvidas em outras áreas do Estado do Ceará (por exemplo, na Região Metropolitana de Fortaleza, proposta pelo Laboratório de Geoprocessamento e Cartografia Social-Labocart/UFC), outras partes do Brasil e do Mundo.

    Trata-se de uma ação do LABGEO, coordenada pelas Professoras Maria de Lourdes Carvalho Neta (Geografia) e Mickaelle Braga da Silva (Tecnologia da Construção Civil), em parceria com estudantes do LABGEO, pesquisadores da URCA e do Labocart/UFC.

    O preenchimento exige, no máximo, 5 minutos. Informamos que não serão solicitados dados pessoais e, os resultados da pesquisa terão tratamento ético adequado, conforme a legislação vigente.

Acesso ao questionário, clique no link: https://forms.gle/ZeDHZ4ZfGrQa9DoJ6

 

Agradecemos a sua colaboração!

Em caso de dúvidas em relação à pesquisa, entre em contato pelo e-mail: labgeourca@gmail.com

Confira os resultados preliminares abaixo:

 

 

Resultados preliminares do Mapeamento da Covid-19

na Região Metropolitana do Cariri-RMCariri

 

Qual foi o objetivo da pesquisa?

Realizar mapeamento participativo dos casos suspeitos e confirmados de COVID-19 nos municípios da Região Metropolitana do Cariri – RMCariri, Ceará, a partir das opiniões expostas por seus moradores, obtidas por meio do preenchimento de questionário objetivo, criado gratuitamente, na plataforma Google drive, aplicativo Google forms (https://www.google.com/intl/pt-BR/forms/about/) .

Como as pessoas tiveram acesso ao questionário e participaram da pesquisa?

O questionário pode ser acessado pelo site da Universidade Regional do Cariri-URCA, no site do Laboratório de Geoprocessamento e Cartografia Social da Universidade Federal do Ceará-Labocart/UFC. Além de estar disponível nas redes sociais/Instagram da URCA oficial, do Labocart/UFC, do Labgeo/URCA. O link de acesso ainda foi divulgado por e-mail para professores da URCA e em diversos grupos de mensagens (Whatsapp).

Quando a pesquisa foi realiza e quantos dados foram analisados?

O período de coleta e produção dos dados abrange o período de 15 a 22 de abril de 2020, em que foram analisadas 836 (oitocentas e trinta e seis) respostas ao formulário de coleta.

O formulário, disponível em: https://forms.gle/ZeDHZ4ZfGrQa9DoJ6 é composto por 24 campos, a saber: 20 campos de texto estruturado com algum tipo de validação no formulário (lista de valores, caixas de seleção, data de coleta), 2 campos de texto aberto e 2 campos numéricos. O formulário da Google permite a exportação da base de dados em formato de planilha eletrônica “.xlsx” para análise dos dados. A coleta de dados segue até dia 30/04/2020, com o objetivo de alcançar 1000 respostas válidas!

Quais as limitações da pesquisa?

A pesquisa segue a mesma proposta de mapeamento da Covid-19 na Região Metropolitana de Fortaleza, dessa forma, apontam-se as mesmas limitações indicadas por esta:

– Falta de controle sobre como se constitui a amostra;

– Ausência de precisão do tamanho da amostra;

– Ausência de garantia de representatividade, portanto não permite saber o grau de precisão dos resultados;

– Possíveis vieses de amostragem, sem grande diversidade dos perfis amostrais.

Resultados preliminares

            Os resultados são apresentados em forma de mapa e, nesta etapa inicial pretende responder as seguintes questões:

  • Quantos são os participantes da pesquisa? Qual sua distribuição espacial nos municípios da RMCariri?
  • Quantos participantes da pesquisa residem na Zona urbana? Quantos na Zona rural?
  • Quais os bairros e distritos dos participantes da pesquisa?
  • Quantos são os moradores das residências pesquisadas? Quantos destes moradores são pertencentes aos grupos de riscos?
  • Os participantes da pesquisa estão cumprindo o isolamento social TOTAL ou PARCIAL?

Outras questões são apresentadas no formulário e, em breve, os resultados serão apresentados. Da mesma forma, muitas questões podem surgir a partir da relação das questões já apresentadas.

 

  • Quantos participaram da pesquisa?

No período de 15 a 22 de abril de 2020, foram contabilizadas 836 (oitocentas e trinta e seis) respostas. Destas, 516 (quinhentas e dezesseis) pessoas indicaram ser do sexo feminino (equivalendo a 62%) e, 320 (trezentas e vinte) do sexo masculino, correspondendo a 38%.

As respostas foram analisadas e, por conta de duplicidade de informações (indicação de 2 diferentes bairros ou distritos) ou por estarem incompletas, 63 (sessenta e três) respostas foram invalidadas. Totalizaram-se 773 respostas válidas, sendo 474 identificadas como do sexo feminino (61%) e 299 do sexo masculino (39%).

  • Onde residem os participantes da pesquisa?

Das 773 respostas válidas, 94% (729 respostas) são de residentes na zona urbana dos municípios da RMCariri e, 6% (44 respostas) são de residentes na zona rural dos municípios.

  • Quantos questionários foram respondidos e onde estão os participantes da pesquisa?
  • Quais os distritos (na RMCariri) dos participantes da pesquisa?
  • Quais os bairros do CRAJUBAR (Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha) estão representados na pesquisa?
  • Quantos moram nas residências dos pesquisados? Quantos são pertencentes aos grupos de riscos?
  • Quais os bairros do CRAJUBAR de residência dos pesquisados pertencentes aos grupos de risco?
  • Os participantes da pesquisa estão cumprindo isolamento social TOTAL?
  • Distribuição espacial nos distritos dos participantes em isolamento social TOTAL
  • Em quais bairros do CRAJUBAR os participantes da pesquisa estão cumprindo o isolamento social TOTAL?
  • Distribuição espacial nos distritos dos participantes em isolamento social PARCIAL
  • Em quais bairros do CRAJUBAR residem os participantes que estão cumprindo PARCIALMENTE o isolamento social?
  • Quais os motivos indicados pelos participantes da pesquisa para o NÃO cumprimento do isolamento social? 

Entre os motivos apresentados para não se cumprir o isolamento social, o mais apresentado foi o trabalho. Outros motivos, tais como doença, a realização de saídas essenciais para compras em supermercado, idas à farmácia e banco também foram citadas. Entre outros motivos, apontaram-se a teimosia de idosos, a irresponsabilidade e descrença na gravidade da situação. A quantificação das respostas é apresentada na tabela abaixo:

  • Outros motivos para mencionados pelos participantes da pesquisa:
  • Casos SUSPEITOS registrados na pesquisa

Das 773 respostas válidas, 20 apontaram ter casos SUSPEITOS de Covid-19 em sua residência. A distribuição espacial desses casos é apresentada na tabela abaixo:

 

  • Casos CONFIRMADOS registrados na pesquisa

Das respostas válidas, 8 respondentes apontaram ter casos CONFIRMADOS de Covid-19 em suas residências. A distribuição espacial desses casos é apresentada na tabela abaixo:

Registros de CASOS SUSPEITOS e CONFIRMADOS de Covid-19 oficiais podem ser visualizados na plataforma do Integra SUS: https://integrasus.saude.ce.gov.br/. Os mapas a seguir, foram gerados a partir desses dados.

  • Registro OFICIAL de CASOS SUSPEITOS de Covid-19 na RMCariri
  • Registro OFICIAL de CASOS CONFIRMADOS de Covid-19 na RMCariri 
  • EQUIPE DE TRABALHO

     

    Coordenadoras da pesquisa: Profa. Dra. Maria de Lourdes Carvalho Neta e Profa. Ma. Mickaelle Braga da Silva.

    Integrantes do Laboratório de Geoprocessamento-Labgeo/URCA: Alessandra Alves da Silva, Erika Janaina Ribeiro da Silva, Francisco Tiago Setuval Carvalho, Luciano Oliveira Batista.

    Parcerias/Agradecimentos:

    – Professores e pesquisadores do DEGEO;

    – Laboratório de Geoprocessamento e Cartografia Social – Labocart/UFC, em especial a Profa. Dra. Adryane Gorayeb e o graduando Hércules Gabriel Nascimento da Cunha.

    – Geógrafo Me. Narcélio de Sá.

     

    Dúvidas e sugestões: Entre em contato com pelo e-mail labgeourca@gmail.com

    Em breve, os resultados completos da pesquisa serão divulgados. Acompanhe na página oficial da Universidade Regional do Cariri (www.urca.br), na página do Laboratório de Geoprocessamento e Cartografia Social – Labocart/UFC (http://www.labocart.ufc.br/) e nas redes sociais do @labgeourca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *